Ainda somos um país de 3° mundo?

dignidade-ou-riqueza-347120-1

Já faz tempo que não ouço as pessoas comentando que o Brasil precisa deixar de ser um país de 3° mundo. Há tempos não ouço pessoas comentando que deve se jogar uma bomba nas favelas e explodir todo mundo (sim, isso era falado e muito no fim dos anos 90, começo de 2000). Mas minha dúvida é se deixamos de falar isso por termos progredido.

Não acho que o Brasil tenha deixado de ser um país de terceiro mundo (nunca achei que deveriam explodir favelas!). Posso estar errado, mas acredito que estamos apenas bem maquiados. Compramos carro zero e pagamos o dobro do preço de primeiro mundo por um carro 1.0 básico. Compramos um celular em 12 sem juros e esquecemos que moramos em um país com uma das taxas de juros mais altas do mundo. Trabalhamos quase metade do ano para pagar impostos e não temos nem escola, nem saúde e nem segurança de primeiro mundo.

A maquiagem foi boa nesses últimos anos, mas fico na dúvida se a maquiagem é a prova d’água, do choro das mães que perdem seus filhos prematuramente as vezes pelo lado do crime, as vezes pelo lado da vítima.
Nós não éramos terceiro mundo só por sermos “pobres” e “sem crédito”. Éramos por não ter educação, saúde, segurança, nosso governo ser corrupto e nossa justiça ineficiente. Mudamos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *