Heranças da propaganda de massa para o mundo digital

Domingo, dia 10 de outubro, assisti no Fantástico uma reportagem que transmitiu a visão do reportar para o público, que era uma visão negativa sobre o Rio de Janeiro. Perguntando para algumas pessoas, mesmo as que sabiam que a reportagem não apresentou de forma correta o assunto, todos disseram que foram influenciados a pensar negativamente sobre o que foi “investigado” pela reportagem.

Pensando sobre o assunto fiquei me perguntando se, após um período eleitoral, qual a veracidade de uma reportagem que falava mal do atual governo reeleito? Será que é possível no Fantástico, um dos maiores programas da Rede Globo, existir reportagens pagas que sejam para denegrir um estado – no caso Rio de Janeiro?

Rede Globo - Manipulação?

Refletindo um pouco mais sobre o assunto lembrei-me de debates que ocorreram em volta de twitts pagos no momento em que houve uma grande exploração da ferramenta e de pessoas com grande número de seguidores para publicar um comentário positivo como sendo autêntico, porém eram pagos.

Muitas pessoas reclamaram e disseram ser errado um blogueiro ou “twitteiro” falar de uma marca ou fazer propaganda paga sem informar ao seu seguidor que estava sendo pago para falar bem (ou mal) de determinada empresa/produto.

Eu sou contra posts pagos sem que seja deixado claro que é publicidade. Um blog, um perfil do twitter ou mesmo um programa de televisão faz grande influência na vida e no pensamento das pessoas. Isso reflete diretamente no comportamento e consequentemente na sociedade como um todo, mesmo as que não viram o post ou a reportagem.

Muitas coisas “herdadas” da publicidade de massa ainda prejudicam o desenvolvimento da internet como um canal de relacionamento e comunicação com o cliente. As empresas devem parar de pensar como sendo única fonte de informação sobre seu produto e ouvir mais os consumidores e principalmente os consumidores ativos, que criam conteúdo (não pago) e influenciam tanto quanto um comercial na TV.

Infelizmente, casos como o da Rede Globo – que sempre foi citada como manipuladora de opiniões – irão continuar existindo nos meios de massa onde somente quem transmite a informação tem voz.

Acredito que no mundo digital as empresas ainda precisam aprender muito em como se relacionar com o cliente. É possível usar o twitter para fazer propaganda, um blog para falar bem da sua marca, mas será que precisa ser “escondido” que é uma propaganda. Será que o cliente não vai descobrir que você pediu para o blogueiro mentir e acabar com a reputação da sua marca e do blog que publicou?

Escreva jaba no post...

Empresas grandes como a LG ainda são motivo de debates sobre a forma que estão usando a internet para “manipular” comentários e tentar criar uma boa visão de seus produtos. Não podemos provar que estão fazendo isso, mas se não estão deveriam se preocupar com os comentários que tem surgido em blogs e deixar claro que são a favor da comunicação e não da interação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *