Quando você passou a usar caneta no colégio?

Enem-Redacao-feita-a-Caneta

Parece bobeira, mas as vezes a gente vê umas coisas, começa a refletir e de repente encaixa e faz sentido. Nesse caso que vou citar pode ser “neura” minha, mas depois que eu explicar vai fazer sentido.

correcao-de-prova-engracada-colegio

Quando estava no colégio, comecei, assim como 99% das pessoas, rabiscando qualquer coisa, depois passando a seguir uma linha tracejada, até escrever com lápis sozinho e o mais correto possível. Até aí normal, sem neura. Mas em determinado momento, no meu caso, na 5º série, passo a usar caneta!

Na época aquilo parecia uma evolução. Uau! Agora sou gente grande e uso caneta! Mas espera, caneta por quê?

Ontem vi no Facebook um meme que era sobre isso, o momento em que passava a usar caneta e se sentia evoluído. Mas pensando nos motivos e nos “benefícios” da caneta fiquei assustado.

A gente passa a usar caneta, pois agora sabe mais e não pode errar. Oi? Ok, você pode fazer a prova a lápis mas precisa passar a limpo para não “falsificar” a resposta depois da correção. Oi?

Então a gente usa caneta, pois adulto não erra e é corrupto? É isso que aprendemos de forma inconsciente? Gente grande não erra, e se tiver brecha acha um jeito de burlar o sistema para se dar bem.

Há muito tenho falado sobre nossa educação. A importância que a escola tem nas nossas vidas e o quanto isso é desprezado no Brasil. Refletindo sobre a caneta fiquei mais “na neura” ainda. rs

Pode até não ser isso, espero mesmo que não seja, mas se isso for inconscientemente injetado em nossas mentes, estamos preparando gerações e mais gerações de corruptos com medo de falhar.

Ao invés de educar a não apagar a resposta errada depois da correção, ensinamos que precisa ser a caneta. Ao invés de permitir que a qualquer momento erros sejam corrigidos e melhorados, ensinamos que fez errado fica errado.

Bom, sendo “neura” ou não, refletindo sobre isso acho que me curei um pouco. Me proponho a se errar não ter vergonha e agir de modo a corrigir o erro, e se errar, assumir sem trapacear.

E aí, como foi sua transição do lápis para a caneta?

2 thoughts on “Quando você passou a usar caneta no colégio?

  1. Cara, eu aprendi que você erra, risca e reescreve…
    No caso das provas de Concurso ou múltipla escolha, geralmente eu marco a caneta mesmo, porque sou impaciente.
    Agora tem um detalhe, nunca gostei de lápis…rs

  2. Você deixa de ter a confiança do lápis. Não é questão de gostar, mas de “confiar” que a outra pessoa não vai apagar para te enganar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *