Regras de como se comportar na internet

Tenho visto algumas reportagens nas televisões falando sobre os “perigos da internet” e colocando certo medo nas pessoas leigas sobre o assunto, principalmente sobre o uso das redes sociais. Já vi também muitos blogs e revistas falando sobre as “regras” para o bom comportamento nas redes sociais.

Sem dúvidas a cada mudança na sociedade, surgem medos e novas formas de agir, mas algo básico é que continuamos sendo pessoas.

Em uma palestra da Martha Gabriel ela abordou sobre o uso da internet, e comentou “as pessoas fazem isso no mundo real, por que não fariam na internet? Isso é o comportamento normal do ser humano”.

Com essa citação e algumas análises posso dizer que de todas as regras, manuais e dicas de como se comportar na internet, retiramos apenas duas regras que são as únicas necessárias para um convívio saudável nas redes sociais:

Regra 1: Se você não tem coragem de – ou por mais que tenha coragem, sabe que não deve – fazer ao vivo na frente das pessoas, não faça na internet. Ou seja, se você não xingaria seu chefe na cara dele, não faça isso no seu twitter. Se você não trairia sua esposa no “mundo real”, não faça isso pela internet.

Regra 2: Volte para a regra 1.

Não faça na internet o que você não faria ao vivo.

Antes de surgirem comentários sobre minha colocação de “mundo real”, deixe eu explicar. Coloco “mundo real” apenas para você entender que são dois momentos separados, o online e o offline (que chamo de mundo real para facilitar o entendimento).

Eu considero que mundo real é sempre, seja offline, na internet, no telefone, por carta, etc. Se algo existe e pessoas podem sentir ou tocar isso é mundo real.

Agora, com essas duas regras de ouro para a internet, pense se o perigo está na internet ou nas pessoas que a utilizam. Dizem pra você não colocar seu endereço ou salário no orkut pois pode ser sequestrado e eu te pergunto, quando você sai de casa, coloca uma caixa de som em cima do seu carro avisando que mora na Rua LogoAli, nº0 ou qual o seu salário?! Se você não faz isso, se enquadra na regra 1, não coloque essa informação na internet.

Se seu filho sabe que não pode sair com estranhos, isso vale para internet, ou seja, se ele não sairia do colégio com um estranho ele não poderia falar com um estranho pela internet.

Resumindo: Não faça na internet o que você não faria ao vivo.

Se você tem alguma regra que saia dessa linha que comentei e ache importante, deixe seu comentário e ajude a fazermos uma internet com pessoas mais conscientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *